02/04/2013

Os sapatos que eu nunca usaria...

Queridos Amigos,
Uma das coisas boas da "blogagem" são as parcerias, é conhecer outros bloguers, é partilhar informação. Isso é FAS-CI-NAN-TE! Bloguers muito lidas = bloguers com muitas partilhas.
Ora fui ver este post da Nádia e fiquei ... surpreendida!
Ela refere um estudo feito que retirou informação pessoal a partir do tipo de sapatos que se usam. Ora eu acho que isto tem muuuuuuito interesse. Porque, desde pequena, imagino sempre como são as pessoas, o que fazem, as famílias, ..., a partir das coisas que lhes vejo vestidas.  Na verdade, o que eu acho é que a pessoa revela muuuuito mais do que pensa com a roupa que põe em cima de si (ou, em certos caso, com a roupa que tira de cima, ou, ainda, com a roupa que  nunca põe em cima ... há opções para tudo...)
Eis os sapatos que eu nunca usaria:


Que conclusões tiraram os estudos sobre quem usa estes sapatos? que normalmente tem " DIFICULDADE EM ESTABELECER RELAÇÕES . Sapatos mais aborrecidos geralmente traduzem um certo descuido com a imagem,e isso afasta potenciais novas relações." 
Isto é o que a Nádia diz dos resultados deste estudo e eu acho que ela tem razão.
Quanto ao meu caso, chego à conclusão que é mesmo muuuuuito problemático. É que, fora estes, eu uso TODOS os outros tipos de sapatos. Todos. E sinto-me assim ... com duplas ou triplas personalidades.
Entendem-me????
Bisou da Maria

5 comentários:

Nádia Sepúlveda disse...

subscrevo, também não usaria ;)

a partilha é, de facto, a melhor parte da blogosfera <3

também devo ter dupla ou tripla personalidade hehehe ;)


beijinhos, Nádia
My Fashion Insider

GIVEAWAY – voucher 50€ M.A.C!

Maria disse...

Nádia: eu concorri ao voucher! Beijo.

Fernando Vouga disse...

Olá Maria

Muitas mulheres, na ânsia de calçarem com elegância, metemm os pés em autênticos instrumentos de tortura, totalmente inadequados ao formato dos pés. Eu, com dois casamentos, sei de que falo. Mais tarde, vão pagar muito caro a ousadia (se o seu saudoso sogro fosse vivo, poderia contar verdadeiros horrores.
Assim sendo, as elegâncias ficam apenas para aparições mais exigentes, que acabam com dores nos pés e queixas lancinantes aos maridos, que não têm culpa nenhuma. De volta a casa, mal entram no carro, tiram os escarpins e suspiram de alívio.
E, claro, no dia-a-dia, terão que se sujeitar aos tamancos da figura ou a coisas que o valham.

Maria disse...

Fernando: descrição ***** estrelas! :) :) :) Isso mesmo. Revi-me. Confesso.

Maria disse...

Fernando: um segredo! Só para si! Eu fui operada aos pés! Pelo melhor cirurgião de pés (não...não foi o meu sogro...). Fiquei com pés de princesa! Sim! Eu disse ao médico que TENTARIA não usar os sapatos que entortam os pés. Mas não lhe prometi.... E só o prometido é devido, certo?