16/04/2013

Era só um vestido preto. Mas depois...

                                           
Queridos Amigos
Ando numa vontade irresistível do "total black". Não sei porquê, mas tornou-se irresistível. Hoje, era só um vestido preto e que eu juntei com uma gargantilha que eu tinho apelidado de "coleira" e quando a experimentei: luz na cara! Sim. As coisas têm de ser experimentadas em nós. À minha amiga D. que eu encontrei na Zara e que me disse que gostava imenso desta gargantilha, eu tenho de dizer que sim, que me fica do melhor que há, que me dá brilho e luz à cara e que me enganei quando lhe disse que parecia ... uma coleira.
Sim! Hoje tudo o que eu queria era este vestido preto, da Zara de há muitos anos atrás (continuam a  ter este modelo ou muito parecido), camiseiro sem o ser, tem tudo sem ter nada. Só o queria como companhia, mas depois... depois... a verdade é que não foi bem assim:












O meu cabelo, esse  que eu chamo "pelo de rato" agora está forte e brilhante com o tratamento ("escova progressiva") dos meus amigos Paulo Fraga e Kako Neves do Illusion no Lx Factory. Sim. Mas esta cor é totalmente, integralmente "home made", feita em casa. De repente, vejo-me assim feliz com o meu cabelo. Não sei até quando, mas está forte. E CRESCEU! À conta também da "pastilhada" ao pequeno almoço, mas depois conto tudo, ok?




E agora.... vamos fazer experiências...
























Vestido: Zara (anos); Casaco: Mango (esta colecção); cinto: Zara (colecções de há muitos anos); meias: Calzedónia de lã merino; sapatos: Giuzeppe Zanotti (da Rosebud, no Páteo Bagatela).Pulseiras: José Rosas & Companhia (não as tiro). Relógio: Rolex. Carteiras: a preta Marc Jacobs e a piton: Stella McCartney (ambas Loja das Meias).Chapéu: Zara. Verniz: Essie no Corte Inglés. Totalmente fã.

Por último:
Sim, eu sei. Eu sei que tenho umas mãos tisnadas. De tudo, mas sobretudo do trabalho da cozinha. Mas são do melhor que levo deste mundo. Cozinhar é das coisas que mais me des-stressa (com o desporto são as minhas duas lavagens da pressão da minha profissão). E depois porque, para mim, o mais importante é servir a minha família. Para mim, ter uma família é servir os amores do meu coração. Isso está "escrito" nas minhas mãos. Está. Mas talvez seja a marca mais bonita que eu tenho. Embora não seja bonita de se ver. Mas nem calculam o orgulho que eu tenho nestas mãos.

Bisou da Maria.

2 comentários:

Firanghi disse...

São lindas por isso mesmo! O colar é de onde? É um espetáculo! Um beijo grande desta fã sua, Ana

Maria disse...

ANA! WELCOME! O colar é da Zara. Agora nas lojas! É este, maravilhoso:
http://www.zara.com/webapp/wcs/stores/servlet/product/pt/pt/zara-seu-S2013/375003/1151541/GARGANTILHA+MOLDADA+IRREGULAR+DOURADA+E+PRATEADA