23/12/2012

Notícias!

Queridos Amigos,
Devem achar estranho tanto silêncio. Vim passar o Natal ao Porto. Esta semana foi de loucura vertiginosa. Chego de Paris e o trabalho e as reuniões não pararam. Em certa medida paralisei por dentro e andei a 100 à hora por fora. Foi mesmo uma perfeita loucura de bipolaridade.
No meio disto, a Missa do Natal do escritório foi um momento de paz inesperado e de amor. De convencimento que podemos cumprir a vontade de Deus e viver de Fé na secretária do escritório a fazer o nosso trabalho bem feito. Que o trabalho é uma resposta do homem a Deus e muitas outras coisas que fizeram os olhos daqueles homens feitos, barba rija e fortes comoverem-se sem vergonha e sem disfarce.
Enfim, Moet & Chandom
seguido de um jantar bem regado e de uma finalização pelo bar da moda (que não digo qual é porque achei que tinha coisas que não devia ter e, por isso, não o vou publicitar, mas que está giro, está. Com pouco se faz muito. Imaginação exige-se!).
E lá chegou ontem a pausa do trabalho para  o Natal.
Há dois anos que se decidiu não dar presentes no Natal, nesta família. E isso para mim foi o melhor que me podiam ter feito porque desde Novembro que passava a vida a pensar em presentes de Natal. E acabava por oferecer tralhas que não servem para nada, a não ser gastar dinheiro. Oferecemos presentes um bocadinho melhores nos anos e depois, no Natal, estarmos juntos já é o melhor presente. Entre filhos e marido o que faço é ir com eles fazer as compras dos presentes e é sempre o que precisam. Depois arruma-se e fica até ao dia de Natal. Mas este ano foi a rota livre e só fui fazer isso ontem!!!
Hoje, saída para o Porto. Á última da hora da hora, à saída, uma surpresa do outro mundo que foi terem desligado a electricidade da arrecadaçao e ter dado com a arca frigorífica cheia de comida estragada e um espectáculo que não tem explicação. Ainda não sei quem vai pagar por isto, mas alguém vai (digo eu...). Ainda tenho as mãos com o verniz chanel "unique" da rue Cambom .... a cheirar a lexívia! não é isso que me preocupa porque as minhas mãos são para isso mesmo. E acho imensa piada ter andado a limpar aquela porcaria toda com umas mãos ultra estilosas. Mas... o problema foi mesmo este gasto que vai para cima de X+X euros, porque aquela arca estava cheia, atascada de carne e peixe, só!. nem quero pensar nisso. Chego ao Porto e dou de caras com este livro maravilhoso!

Notícias em breve. Passem bem estas festas. Um Santo Natal a todos. Comigo aqui, a um clique!
Beijinho da Maria

3 comentários:

Anónimo disse...

Aí as saudades que eu tinha de um post. Obrigada Tia!!!
Especialmente por ter sido feito num ápice depois de ver o livro do Nuno.
Beijinhos

Maria disse...

Prometo mais posts em breve!

Rosarinho MB disse...

Que grande chatice esse desperdício de comida todo...
Beijinhos