09/10/2015

Uma questão de atitude.

Já aqui o disse e conto muito em breve escrever mais sobe isso: este é um dos anos em que a moda mais se alterou e de uma maneira mais profunda.
A tendência de misturas de tecidos, texturas e padrões já vem de há alguns anos (o Christian Lacroix era exímio nisso, a Miuccia Prada e a dupla Dolce & Gabanna, todos num registo completamente diferente) e encontra raízes ancestrais no nosso folclore, passando pelas sete saias da Nazaré (o estilo Folk está aí em pleno).
Muitas vezes é preciso arriscar para usar misturas de padrões, tecidos e, agora, de forma, estrutura. A estrutura e forma das peças de roupa no mesmo look passam a ser diferentes, num efeito que às vezes chega à desconstrução, quase arquitectónico. Sempre é preciso ter atitude para comportar este estilo. Não penso que dependa da altura, da largura, nem do corpo. Depende sempre de uma certa questão de "atitude": ou se tem ou não se tem.
E, se se tem, que atraente que fica!
Quanto ao corpo: esta tendência é muito amiga dos corpos "normais", os das medidas que não são perfeitas e pode favorecer de uma forma muito fácil a perspectiva que se tem. Basta usar a parte mais larga no sitio que se pretende evidenciar. Quantas pessoas com as ancas mais largas que a parte de cima do corpo ficarão muito mais elegantes se usarem um casaco "oversize" (=mais largo) em cima! O efeito visual passa simplesmente a ser de uma linha muito mais direita do que se usassem blusas "coladas" ao corpo (que deixam a "nu" a a falta de proporção entre a parte de cima e a de baixo, sem necessidade nenhuma disso).
Aqui ficam alguns exemplos, de agora mesmo:



Balenciaga 


Miu Miu


Haider Ackermann





3 comentários:

Margarida disse...

Que bom regresso!! Muitos beijinhos!!

Rosarinho MB disse...

que saudades deste blog! ainda ontem à noite pensei "que é feito do Blog da Maria?"
Saudades saudades.
que bom estar de volta!!

Maria disse...

Muito obrigada! Um enorme beijinho, cheio de carinho.