27/06/2012

A DOIS DIAS DE TERMINAR O PASSATEMPO.


Queridos Amigos:





Mas DOIS DIAS é TANTO TEMPO! E, depois, passou...

É TÃO SIMPLES CONCORRER!


Quantas inspirações fomos dando ao longo deste maravilhoso mês de Junho:

Exemplo de formosura em pleno Festival de Cannes 2012.
Encarnação da formosura na pessoa e nas canções da Francoise Hardy.
Regras, requisitos e pressupostos de formosura.E, às vezes, que longe estão da categoria de "princesa"! Porque a formosura é democrática e, às vezes, não nasce nem cresce nas princesas de verdade, mas outras sim. E em nós!
Mais exemplos - ao vivo e a cores - de formosura.
Quando a moda é uma arte e a exlicação vem da boca da Miuccia Prada. Que honra tê-la aqui neste concurso! Está tudo no que ela diz em "conversas impossíveis". E... basta ouvir!
A encarnação da formosura: Louis Vuitton F/W 2012/13. ALGUÉM SE ATREVE AGORA A DIZER QUE FORMOSURA É COISA DO PASSADO???
E FINALMENTE: O TEMA!

NÃO DEIXEM DE PARTICIPAR.
PORQUÊ? A RAZÃO É SIMPLES:



CONTO COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS SEM EXCEPÇÃO.

E, ALÉM DISSO:



PORQUE:




PARTICIPAR COMO? ASSIM, COM O QUE SE TEM, TAL E QUAL SE CONSTRÓI A FELICIDADE!


SIMPLES: DOIS DIAS!!!!


O que nos vamos divertir no Illusion /Lx Factory. Espero que, na altura, já tenham bar.
Mas nós somos moças para o levar connosco.
Tenho presentes para os melhores. o presente do melhor é o extreme makeover (que sorte!!!!)



BOAS INSPIRAÇÕES COM BEIJINHOS DA VOSSA MARIA

(Fotografias das ardósias: Gallery House, Rua Pinheiro Chagas em Lisboa. O Quadro formato vintage também.  Em breve um post sobre esta casa!)

2 comentários:

Ana Ulrich disse...

Maria podem ser fotografias que temos mas que são da internet? É que assim, tiradas por mim, que se relacionem com o tema, não tenho.

Maria disse...

Ana: podem ser. Tudo o que tu quiseres. Mas o tema é muito, muito abrangente. Relacionado com a forma como nos apresentarmos e como os outros olham para nós, o modo de sermos e de falarmos, de respeitarmos a pessoa que há em nós, o nosso corpo e o que levamos dentro dele (não são só os órgãos físicos...). É mostrar a beleza e a ausência dela. É mostrar um vestido que cai bem, direito e nos transporta para a elegância e mostrar outro, que "só" por ser apertado (tamanho abaixo do tamanho certo) mostra os pneus e nos transporta para o "grosso" (palavra de que vem grosseiro, sabes?). É a simplicidade e a falta dela. É que o "estar mal" não existe, como o "mal" não tem identidade. O estar mal é não estar bem e o mal é a ausência de bem. É pegar numa mulher e mostrá-la bonita, atraente, irresistível e na mesma mulher e mostrá-la com a ausência disso tudo e simplesmente ... repelente. O que eu acho é que não há pessoas feias. Há é pessoas sem gosto e outras que não descobriram o bonito que têm e se fixam nas suas faltas ou falhas daquilo que são os cânones da beleza atuais(magreza, altura, ...,...) O que eu gostava mesmo era que todas as pessoas percebessem como são bonitas e têm o dever de mostrar isso. Isso é ser "um melhor eu", em todos os sentidos... BOAS INSPIRAÇÔES! "We can change the World", "we can do it". Quem????? Nós. Nós??????? SIM. SIM. SIM. NÓS.