15/10/2019

E a elegância é...

... a adequação.

Tudo resumido numa imagem que vale mais do que mil palavras.

A viagem e a visita é ao Paquistão.

17/09/2019

As Teddy Girls. As décadas de 50 e de 70 do Séc. XX


Voltamos ao pós guerra, à cultura emergente, às Teddy Girls com os cabelos penteados para trás num estilo que talvez tenha desaguado no “mohawk hair” do movimento punk (mas que com este ainda pouco tinha a ver).

Uma apropriação feminina da roupa masculina, acompanhada da saída das raparigas da escola aos 15 e 16 anos para irem trabalhar sobretudo como secretárias mas também nas fábricas e no comércio, a conviver com a austeridade de pós guerra, da detonação de bombas mesmo ao lado da porta e da compra das roupas em segunda mão em Portobello Road. Uns jeans, um casaco e algo para amarrar o pescoço eram os items essenciais porque com pouco se faz muito. 

Um estilo que é muito mais do que moda mas que, nesta, nos mostra o "Edwardian Drape jacket" (amamos!) e a "tiny clutch bag" (tão vista agora…).

Estranho? Não. Voltou, passou de uma sub cultura para o patamar de influência na moda feminina posterior e em muito mais do que o próprio (e mais vísivel) movimento punk ou do rock and roll. E há muito mais do que reminiscências deste movimento em toda a cultura pop dos anos seguintes à decada de 60 e conseguimos vê-lo nas imagens memoráveis do James Dean ou do Steve MacQueen (e belíssima companhia Lda.), nos Beetles e até no nosso queridíssimo e malogrado Jim Morrisson.
O mundo nunca mais foi o mesmo. Mas não foi por causa dos Teddy. :)

Confere que a moda é muito mais do que moda. É, antes de tudo, uma “mundivisão”.
E quando lhe disserem que o "estilo rock - glamour" se usa nesta estadção: é destas raízes e pensamentos de que se fala.
Boas inspirações!




19/03/2019

Perplexidade

Olho para estes novos sapatos da Gucci e não consigo deixar de pensar numa senhora de 90 anos a caminhar com dificuldade e de bengala.
Ok. Na moda de novo!

NOTA: melhor isto do que vestir homens com roupas de mulheres como a Alessandro Michele (actual director da Gucci) tem feito

15/01/2019

Não...

E dos "golden globe" só sobrou este: nada mais nos ficou na memória (por bons motivos).
Será que é por causa da (má) qualidade das fotografias?


Que saudades....

Não vou falar sobre a Gucci, mas sobre as fotografias (geniais) da publicidade da Gucci.
De repente chegam umas saudades  loucas .... Sabe a tanto..., incluindo cheiros, sabore, roupa a corar ao sol, o cheiro a sabão, o campo no verão.
E no final de tudo estão as Mulheres.
[De facto, o mundo é das mulheres e isso não tem mal nenhum]

23/02/2018

Novidades.

Novas formas.
Novas silhuetas.
Novos materiais.
Nova estética.
Nova moda.
Nova cultura.

Um exemplo paradigmática: Prada F/W 2018!






25/01/2018

A Gucci que eu vi na Zara

Venho aqui ao meu blog dizer que vi este casaco na Zara há uns meses e que o comprei. Antes de me chegar a notícia (hoje) de que a Gucci fez um igual.
Havia na Zara com o fundo preto e em branco, como este.
Eu comprei este (branco).
O mundo está a mudar. Definitivamente.
Se calhar agora vou vendê-lo como sendo Gucci e ainda arranjo uns trocos.




24/08/2017

Moda: o que se vai usar?

O desfile Dior F/W 2017, uma homenagem de Grazia Giuri (ex Valentino!) ao Senhor Christian Dior e às suas viagens, no ano em que se celebram os inesquecíveis 70 anos da Casa é, talvez, a maior fonte de inspiração para a próxima estação.
A cidade está mais cheia, os dias estão a ficar mais pequenos e o mês de Setembro está em postos para se estrear.
Para mim, estas imagens são pura inspiração.
De aplaudir a retoma do "new look" com a cintura marcada numa abordagem minimalista que retém os anseios mais profundos das pessoas, onde se represa a simplicidade e sobram as cores e o supérfluo. Dos sapatos, aos tecidos e acessórios, o acolhimento da essência das coisas. As lãs com as sedas. A austeridade dos sapatos e dos chapéus com a fluidez feminina das organzas é absolutamente encantadora.
Imagens que justificam a paixão pela moda. O que é infinitamente mais do que o vestir. E isso é um óptimo princípio da nova estação.